[ editar artigo]

Aulas Remotas e as Rotinas de Pensamento: “Bússola” e “Imagine se...”

Aulas Remotas e as Rotinas de Pensamento: “Bússola” e “Imagine se...”

Spoiler: As fotos da atividades contemplam todos os erros das crianças e suas elaborações imperfeitas😍

Desta vez irei  relatar uma experiência que me empolgou muito, pois gerou um engajamento muito grande durante o período de aulas remotas no ano passado.

Mais uma vez, o trabalho com o Jornal Joca casou muito bem com as rotinas de pensamento. A foto que ilustrava a reportagem daria uma boa discussão e o assunto é atual em qualquer momento. Com o título, "Um serviço essencial", a reportagem trazia elementos para  discussão sobre os catadores de resíduos recicláveis. Utilizando o Google Jamboard, fiz uma montagem com a foto e pedi aos alunos do 4° ano do EFI que respondessem a uma pergunta: Qual era a profissão do homem que aparecia na foto. Nesse momento a minha intenção foi de desconstrução de pensamento sobre estereótipos que trazemos sobre uma imagem de um homem de pele e cabelo branco. As respostas que recebi foram as que eu já esperava, gerou uma boa discussão🤗.

Foto da primeira página da atividade.

Após as respostas, a verdadeira profissão foi revelada, para a surpresa dos alunos, ele era um catador de resíduos recicláveis e pudemos conversar um pouco sobre como o que eles haviam pensado era diferente da verdade apresentada na reportagem. Após a leitura da reportagem que rendeu observações riquíssimas por parte dos alunos, realizamos a rotina de pensamento "Bussola", confiram os registros de alguns alunos.

Confesso que tive minhas dúvidas quando pensei na atividade. Não tinha certeza de que alunos dessa idade conseguiriam analisar uma reportagem à partir de quatro pontos diferentes, mas uma coisa que aprendi com os princípios do planejamento reverso e das aprendizagens visíveis:  temos que ter altas expectativas com nossos estudantes e nesse momento, eu já tinha a segurança e a convicção de que errar faz parte do processo de aprendizagem, e hoje, essa culpa não carrego mais🤩Meus eternos agradecimentos à professora Julia Pinheiro Andrade🥰.

Nem preciso falar o quanto os alunos se superaram, os registros falam por si. A elaboração e o registro do pensamento em etapas, trouxe a documentação de uma compreensão profunda que foi gerada a partir de uma simples reportagem. Em outro momento da minha vida, essa notícia seria lida de maneira compartilhada e eu teria perguntado a dois ou três alunos o que eles haviam compreendido, mas não sinto vergonha disso, pois fez parte do meu processo de aprendizagem. 

A atividade não parou aqui. O final da reportagem me levou a puxar outra rotina de pensamento da minha malinha pedagógica, a rotina "Imagine se... ficássemos sem os serviços dos catadores, o que aconteceria?.." ajudou pensar sobre uma reflexão que a reportagem trouxe.

Hoje, digo com todas as letras e palavras: é possível fazer diferente! Não adianta fazer uma atividade a mais, além de tudo que você já faz, faça escolhas, boas escolhas são essenciais. A definição do objetivo é a coisa mais importante e naquele dia optei por ir mais profundo nas aprendizagens. Se meu objetivo nessa atividade fosse corrigir a ortografia e sistematizar a escrita teria feito aquilo que sabia fazer antes, ler e perguntar para dois ou três o que eles compreenderam. Naquele dia fiz uma escolha, a correção desses pontos ficaria para outras muitas oportunidades em que teria com eles.

 

Aprendizagem Visível

Educação do Futuro
Danielly Abud
Danielly Abud Seguir

Apaixonada por aprendizagem visível, Sou professora da educação básica e também faço parte da ATIVA EDUCAÇÃO.

Ler conteúdo completo
Indicados para você