[ editar artigo]

Como abordar a saúde mental em sala de aula?

Como abordar a saúde mental em sala de aula?

O mês de setembro coloca holofotes na questão da saúde mental e emocional.

Temas como: prevenção ao suicídio, base da campanha Setembro Amarelo, e a busca por hábitos que auxiliem nos cuidados mentais e emocionais são expostos e debatidos por especialistas na mídia e em espaços colaborativos.

Aqui na Comunidade Educação do Futuro, por exemplo, tivemos uma live especial sobre “Saúde mental, uma visão da Neurociência!” com dois super especialistas da área.

Confira a live clicando aqui.

Mas e em sala de aula: como abordar a saúde mental e emocional?

Ideias para promover este assunto em sala de aula

Nem sempre instituições de ensino e educadores estão preparados para enfrentar questões relacionadas à saúde mental dos seus estudantes.

Focados em projetos e grades curriculares, as questões subjetivas muitas vezes não têm o espaço que merecem. 

Mas com algumas práticas é possível criar um ambiente de promoção do bem-estar aliado ao aprendizado, seja ele em qualquer etapa educacional.

Confira a seguir algumas delas!

Trabalhar temas relacionados à saúde mental em projetos curriculares

O tempo é curto e o cronograma de aula segue uma sequência pré-definida?

Não tem problema! Coloque a saúde mental como tema de disciplinas como: redação e interpretação de texto.

Isso irá estimular não só a busca por novos conhecimentos, mas também irá ajudar o aluno na construção do autoconhecimento a partir da escrita e da percepção de questões com a leitura de conteúdos com essa temática. 

Além disso, promover debates e rodas de conversa a respeito do que viram e estudaram a partir destes materiais auxilia na compreensão e percepção de si e do outro. 

Promoção de atividades extracurriculares sobre o tema

A importância de atividades complementares ao currículo é de comum acordo, seja pelos educadores quanto pelos alunos.

E que tal trazer profissionais, como psicólogos e psiquiatras, para promover alguma palestra ou live em sua instituição?

Alunos em fase de conclusão de curso, por exemplo, estão em volta com seus projetos finais e um bate-papo com um profissional da saúde mental, com perguntas que podem ter sidos enviadas previamente - até mesmo de maneira anônima - podem contribuir para a descontração e pertencimento de cada aluno.

Vendo que eles não estão sozinhos em seus questionamentos e momentos de vida.

Treinamento e capacitação de professores

Identificar as questões emocionais e as individualidades de cada aluno nem sempre é fácil.

Existem barreiras para o engajamento com os alunos, como: distância física, alunos com um perfil mais fechado e até mesmo pouca participação nas atividades. 

Porém, gestores e instituições de ensino podem promover treinamentos para suas equipes pedagógicas para estimular o entendimento de como trabalhar estes assuntos em sala de aula e como promover o bem-estar mental e emocional em cada etapa educacional. 

Identificar o mundo de cada aluno, suas habilidades e necessidades é um caminho para esta troca. 

Estas foram algumas dicas da Comunidade Educação do Futuro para a promoção da saúde mental no espaço educacional.

Sabemos que na prática nem sempre é fácil. Porém com esforços conjuntos é possível mudar alguns contextos. 

Você tem algo a dizer sobre este tema?

Como a saúde mental tem sido abordada em sua sala de aula?

Comente e participe desta reflexão!

Blog Educação do Futuro

Educação do Futuro
Educação do Futuro
Educação do Futuro Seguir

Educação é de todos e para todos. Esta comunidade tem o objetivo de abrir a reflexão deste tema para todas as pessoas que, direta ou indiretamente, estão ligadas à educação.

Ler conteúdo completo
Indicados para você