[ editar artigo]

Aprendizado e Interação Digital

Aprendizado e Interação Digital

Com o decreto da quarentena e a proibição das aulas presenciais, o ensino a distância surgiu como solução para escolas, pais e alunos. No entanto, o ambiente digital pode representar inúmeros desafios para docentes e discentes, sendo um dos principais deles a manutenção do foco e do interesse dos alunos no conteúdo repassado.

De acordo com a Professora Karina Fernandes (UCAM -Universidade Candido Mendes) o relacionamento entre professores e alunos é fundamental para que ambos possam criar bases sólidas para a transmissão do conhecimento.

A educadora acredita, justamente, que o maior desafio que a quarentena trouxe para a educação é a necessidade de um entendimento mútuo sobre as dores e os ganhos dessa nova modalidade de ensino.

Ainda segundo Karina, o ambiente digital oferece uma autonomia maior ao aluno.  Por outro lado, não permite que o professor observe diretamente o nível de atenção do mesmo durante a aula. Ela acredita, então, que as estratégias usadas nas aulas presenciais não devem ser replicadas nas aulas remotas: o professor deve pensar em novos estímulos que visem manter o interesse do aluno.

Assista o vídeo completo da série "Fala aí, Professor!" com a opinião completa da Professora Karina Fernandes sobre o papel do professor na mediação do conhecimento, além de principal incentivador da participação dos alunos para o efetivo aprendizado. No vídeo ela também fala sobre a rotina do professor e como organizá-la melhor. Assista!

Confira abaixo também algumas dicas de como mantar os alunos engajados e interessados!

Saiba escutar 

O foco do ensino são os alunos e eles podem contribuir positivamente para o aprimoramento da metodologia de ensino empregada. Então, é interessante que o professor abra um espaço, seja durante a aula ou por e-mail, para que cada estudante possa comentar suas dificuldades com a metodologia e ideias que podem aumentar a compreensão não somente dele, como de seus colegas.

Conheça a plataforma 

Conhecer a plataforma de transmissão das aulas pode evitar contratempos devido aos problemas técnicos simples de resolver. Não é necessário ser um expert em seu uso, mas entender o seu funcionamento básico. Com o conhecimento adquirido você poderá desenvolver a aula com mais fluidez e sem preocupações de ordens tecnológicas, além de saber como usar cada possibilidade da plataforma a serviço do aprendizado de seus alunos.

Crie um ambiente favorável ao ensino

Para a gravação ou transmissão das aulas, procure um ambiente bem iluminado e, se possível, construa um cenário. Não é necessário nada extravagante: a estante do seu quarto ou escritório, se bem organizada, pode ser um ótimo plano de fundo. Preste atenção na posição da câmera: ela deve captar bem a sua imagem para que os alunos absorvam bem o que está sendo passado.

Interação é a chave 

Um dos pilares da educação é a socialização entre as partes integrantes do processo de aprendizagem. Não é pelo fato do processo ser remoto que não pode ocorrer interação. Na verdade, ela é fundamental para cativar os alunos e facilitar a aprendizagem. É interessante desenvolver atividades em grupo e incentivar debates ou discussões, o que instiga a participação ativa dos discentes.

Utilize uma linguagem acessível

Tente implementar uma linguagem mais acessível e atraente aos seus alunos, sentindo-se livre para utilizar expressões típicas do ambiente digital. Uma boa dica é assistir videoaulas de outros profissionais  do ensino disponíveis na Internet.

Observe a linguagem empregada e os likes por eles adquiridos: aqueles com linguagem mais fluida e próxima dos alunos costumam conseguir mais admiração, o que representa que os alunos gostaram e entenderam o conteúdo do vídeo.

Evite exposições longas 

As aulas síncronas, em que todos estão reunidos virtualmente ao mesmo tempo, devem ser o momento para um debate ou explicação rápida do assunto, não uma longa e cansativa exposição sobre ele.

Então, é importante o estabelecimento de aulas assíncronas, que consistem em atividades que podem ser realizadas individualmente pelos alunos no momento em que tiverem disponibilidade, como leituras ou questionários. Elas ocorrerão antes dos encontros síncronos, otimizando assim o tempo para uma explicação mais breve ou específica e para debates ou dúvidas. Isso evitará um uso exagerado do tempo, o que deixa a aula entediante.

Utilize outras ferramentas digitais

Além da plataforma por onde é veiculada a aula, é interessante o uso de outros dispositivos digitais que possam auxiliar na compreensão por parte dos alunos. Existem diversos sites onde é possível criar atividades dinâmicas voltadas à educação. Essas plataformas podem (e devem) ser usadas a favor do aprendizado no ambiente digital: faça uma pesquisa e encontre a que melhor adequa-se ao assunto trabalhado.

Educação do Futuro
InterEDTech Tecnologias Educacionais
InterEDTech Tecnologias Educacionais Seguir

Promovemos oportunidades de novos negócios educacionais para Instituições de Ensino Superior a partir da oferta de cursos remodelados para atender as principais tendências profissionais e acadêmicas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você