[ editar artigo]

Ensine codificação para crianças de um jeito divertido com o RoboGarden

Ensine codificação para crianças de um jeito divertido com o RoboGarden

Você já deve ter pensado que ensinar programação para crianças é algo impossível, mas na verdade, com o método certo, é muito possível! O Robogarden será seu aliado nessa jornada e vamos falar disso neste conteúdo!

Codificação não é um bicho de sete-cabeças, assim, ter esse aprendizado desde cedo pode ser muito importante em um mundo que só cresce tecnologicamente. A gamificação é um método que pode ajudar as crianças a aprenderem de uma forma divertida, e veremos sobre isso a seguir.

Continue a leitura e entenda mais sobre o mundo da codificação e como ensinar programação para crianças de forma lúdica e divertida!

Linguagens de programação para crianças com o Robogarden. | Foto: Unsplash/RoonZ nl.

Programação e codificação 

Para criar e desenvolver um programa que terá o objetivo de resolver problemas a partir da sua configuração em um computador, três questões/ações que devem ser observadas pelos desenvolvedores de sistema profissionais surgem: “O que fazer”, “Como fazer” e “Fazer”. Os dois processos fundamentais que compõem essas três ações são justamente a Programação e a Codificação.

Basicamente, programar é entender o problema, pensar e criar a solução; essa é a definição da parte de programação de fato. Assim, somente depois é que se deve pensar no fazer. A etapa da codificação é justamente esse fazer, sendo a última na criação/desenvolvimento de um programa.

A programação, especificamente, não depende de nenhuma linguagem e de nenhuma máquina, portanto, ao codificar o programa, a solução do problema já deve estar pronta.

Qual a importância das crianças aprenderem a programar? 

Como mencionamos, o mundo está se tornando cada vez mais tecnológico, repleto de aplicativos e dispositivos para vários fins. Para se encaixar, se adaptar e não se perder, é importante saber falar a linguagem da computação. Quando observamos a geração mais nova, vemos que  eles passam bastante tempo jogando, mas e se ele aprendesse a lógica por trás desses jogos?

Além de ter um conhecimento mais amplo dos brinquedos digitais, seu filho desenvolveria a capacidade cognitiva (raciocínio lógico, matemático, linguístico) e estaria melhor preparado para o mercado de trabalho no futuro.

O inglês, por exemplo, era uma das coisas mais comentadas antigamente, no sentido de ser capaz de proporcionar oportunidades profissionais em qualquer área e melhorar a capacidade de comunicação, sendo um dos elementos que com certeza destacavam o profissional e destacam até hoje.

Já hoje em dia, com o mundo avançando na tecnologia, a programação é o novo inglês. Com ela, seu filho desenvolverá habilidades essenciais para o mercado do futuro, incluindo o entendimento social. A programação poderá abrir portas para a próxima geração. O foco é em aproveitar as oportunidades.

Mitchel Resnick, pesquisador do MIT (Massachusetts Institute of Technology), diz que utilizar as ferramentas tecnológicas, como jogos e aplicativos, e não saber programá-las é como saber ler e não escrever.

Dessa forma, a sociedade está caminhando para entender que os benefícios são reais e afetam diversas áreas da vida de um indivíduo. Programar não fará do seu filho necessariamente um profissional de tecnologia, mas com certeza ajudará em qualquer profissão que ele seguir.

Esse aprendizado irá apresentar para as crianças e jovens para que serve a robótica, mostrando suas várias utilidades e o modo como ela aparece no dia a dia das pessoas. Assim, a criança entenderá a importância dela, de que maneira impacta a vida das pessoas e como pode trazer soluções para todos.

Como as crianças podem aprender a programar? 

Mas como ensinar programação para crianças? Não se preocupe, porque isso não é um problema, já que existem diversas maneiras de fazer com que elas tenham contato com esse universo.

O mais comum são os cursos livres, aplicativos e plataformas especializadas em ensinar programação para as crianças. Normalmente, muitos usam a gamificação, que é a aplicação das estratégias dos jogos nas atividades do dia a dia, com o objetivo de aumentar o engajamento dos participantes, que no caso são as crianças.

O que é o RoboGarden? 

A RoboGarden é uma plataforma online de ensino de programação para estudantes da Educação Infantil ao Ensino Médio.

É por meio de um jogo completo com níveis e desafios que os alunos iniciam uma super jornada para aprender programação com etapas do nível básico ao avançado. Essa metodologia, inclusive, dispensa a necessidade dos professores terem conhecimento sobre programação para oferecer esse benefício aos seus alunos.

Como os alunos aprendem com a RoboGarden? 

Com o RoboGarden, os alunos aprendem os conceitos de programação enquanto ajudam seu amigo Robô a resolver missões. Ao longo das etapas, eles também aprendem valores morais, conceitos de STEAM (Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática), pensamento crítico e raciocínio lógico. Enquanto se preparam para entender tudo sobre codificação, os estudantes se divertem com os games.

Como essa plataforma funciona? 

A Jornada é o curso da RoboGarden, assim, uma Jornada é composta por oito Aventuras. Durante cada Jornada o estudante irá aprender diversos conceitos fundamentais de codificação e aplicá-los a cenários matemáticos e da ciência.

O RoboGarden funciona por meio de missões. Em cada Missão, o estudante precisa fazer uma tarefa de codificação. Então, depois que submete o código, o RoboGarden o avalia e dá um feedback imediato. Ainda, em cada Aventura, há um tutorial, cinco missões e um quiz para complementar o ensinamento.

O Mundo é o ambiente onde acontece a Jornada do RoboGarden. Cada Mundo tem um enredo e objetos próprios. Esses ambientes são envolventes e estimulam o desenvolvimento de conhecimentos que vão além da programação.

São 720 missões de codificação, 18 jornadas de aprendizagem e 288 quizzes.

RoboGarden nas escolas 

Aplicando o RoboGarden nas escolas, os alunos podem aprender brincando organizados em turmas, enquanto os professores exercem o papel de tutores e não precisam saber programar! Tanto os professores quanto os gestores acompanham o progresso dos alunos por dashboards super intuitivos e fáceis de acompanhar!

Os professores têm a oportunidade de acompanhar o desenvolvimento de cada um dos seus alunos e atribuir diferentes missões a cada um deles. Os alunos, por sua vez, conseguem ver as classes nas quais estão matriculados e escolher qualquer uma delas para acessar diferentes cursos de programação.

Agora que você já sabe o porquê de ensinar programação para crianças desde cedo ou ainda escolher um ambiente educacional que também se preocupa em instalar essas ferramentas para os alunos, acesse o site do RoboGarden e confira ainda mais detalhes sobre o assunto!

Educação do Futuro
Fala! Universidades2
Fala! Universidades2 Seguir

O FALA! é uma startup de comunicação que gera experiências entre universitários e marcas. Todas as iniciativas são divulgadas em nossas plataformas: revista impressa, site falauniversidades.com.br e também no portal de notícias R7.com

Ler conteúdo completo
Indicados para você