[ editar artigo]

Linguagem de programação para crianças: confira os benefícios

Linguagem de programação para crianças: confira os benefícios

O mercado da programação é um dos que mais movimenta dinheiro no mundo, desde a produção e aperfeiçoamento de websites, até o desenvolvimento de softwares e robôs. Por ser um mercado relativamente novo, ainda há muita procura por profissionais que dominem as linguagens de programação. Apesar disso, a abordagem desse texto não irá focar nos benefícios de ser um programador ou sobre linguagem de programação, mas sim, no que de positivo existe no ensino das linguagens de programação para crianças.

Assim como o domínio de outros idiomas se torna cada vez mais essencial, as linguagens de programação tendem a seguir o mesmo caminho. Portanto, ensinar crianças a programar, além de poder ser bastante divertido, têm diversos benefícios no desenvolvimento da criança. Por isso, separamos alguns dos principais benefícios do ensino de linguagens de programação para crianças.

 

Benefícios do ensino de linguagem de programação para crianças

Ensinar linguagem de programação para crianças é, nada mais que criar nelas diversos estímulos desde cedo, que irão contribuir em diversos fatores durante e após o amadurecimento dessas crianças. Dentre essas características estão: 

1. Desenvolvimento de raciocínio lógico 

Esse benefício é talvez o mais lógico dentre os que serão citados. Apesar disso, é algo extremamente relevante e importante para a criança. O ensino da linguagem de programação para crianças, gera nelas o desenvolvimento de diversos tipos de pensamentos. Nesse caso em específico, o pensamento estruturado, é quando o nosso cérebro processa as informações tais quais ordens, sequências e “passo a passo”, por exemplo. Portanto, essa noção de ordenação e sequenciamento vai ser muito importante na resolução de problemas através da lógica.  

 

2. Auxílio no desenvolvimento organizacional da criança  

As linguagens de programação para crianças estimulam, além de tudo, uma ordenação e organização para desenvolvê-la. Assim como no aprendizado de qualquer idioma, sem uma estruturação e organização não há desenvolvimento relevante. Portanto, a criança será estimulada, de forma positiva, a manter a organização, não só na programação, mas também é algo que refletirá no amadurecimento da própria criança em diversas outras situações.

 

3. Estímulo ao aprendizado  

O estímulo ao aprendizado gerado pelo ensino de linguagens de programação para crianças, se dá justamente através das ciências exatas. Já que a programação vai dialogar de forma direta com os números, fórmulas e até mesmo o inglês (já que grande parte dessas linguagens computacionais utilizam o inglês como padrão), é comum ver resultados positivos na aprendizagem de matemática, física e de inglês. Desde pequena,  a criança já vai estar em contato com o idioma e com os números, aprendendo não só o que são eles, mas também a sua utilidade em outras situações.

 

Ensinar programação para crianças pode ser divertido e benéfico. | Foto: Freepik.

4. Auxílio no desenvolvimento criativo 

O ensino de linguagens de programação para crianças é feito através de jogos e dinâmicas. Apesar do raciocínio lógico, por si só, estimular o lado esquerdo do cérebro, o processo de criação de jogos e o desenvolvimento destes necessitam de um processo criativo, e que muitas vezes pode ser feito em grupos, o que potencializa esse desenvolvimento.

 

5. Desenvolvimento crítico em relação a tecnologia 

Esse benefício é um dos mais relevantes, apesar de ser bastante subestimado pela sociedade. Atualmente, os jovens estão sendo introduzidos às tecnologias cada vez mais cedo, e apesar de ser algo que pode ser positivo, pode vir junto de um excesso que é extremamente prejudicial à criança e ao seu desenvolvimento. Portanto, as linguagens de programação para crianças são formas de introduzir as crianças à tecnologia, mas estabelecendo limites. Quando a tecnologia é utilizada apenas para uma diversão sem propósito, ela gera vícios e só criam empecilhos no desenvolvimento dos pupilos.

 

6. Lidar com situações adversas 

As linguagens de programação para crianças, são a base daquilo que um programador realiza no exercício de sua profissão, guardadas as devidas proporções. Na hora de desenvolver softwares e/ou diversos outros códigos, por muitas das vezes, os programadores se encontram em situações frustrantes de não conseguir fechar o código na primeira tentativa (isso é mais comum do que conseguir fechar em apenas uma tentativa). Portanto, os trabalhos de programação, desenvolvimento de códigos, softwares e games, são verdadeiras provas de resistência e persistência, nas quais necessitarão ser solucionadas. Para isso você terá que saber lidar com tais adversidades, essa é mais uma das habilidades que devem ser desenvolvidas desde criança.

 

7. Inserção no mercado de trabalho 

Apesar de não ser o grande foco, é evidente que dominar o básico das linguagens de programação, hoje, é um grande diferencial na hora de entrar no mercado de trabalho. O cenário é que daqui a alguns anos, seja como o inglês, algo indispensável, passando a ser um diferencial (negativo) aqueles que não têm a noção básica dessas linguagens. Portanto, a aprendizagem deve ser feita desde pequeno, já que a capacidade de absorção é bem maior e melhor, comparada a de um adulto, na hora de aprender uma nova linguagem. 

 

Plataformas de programação para aprender

Existem diversas plataformas que têm o intuito de ensinar a linguagem de programação às crianças. Cada plataforma possui uma metodologia e um objetivo específico e, com base nisso, se desenvolve a plataforma. É necessário entender o que cada plataforma tem como objetivo, e como ela auxiliará no desenvolvimento da criança. 

Tomemos por exemplo o "Robô Garden”, que tem como objetivo ensinar linguagens de programação para crianças de forma divertida. Para isso, a plataforma possui alguns jogos com desafios que vão se complexificando, saindo do básico e indo de encontro ao nível avançado. Durante o jogo, o aluno auxiliará o robô a resolver as missões, com isso aprendem alguns valores a respeito de ciências, tecnologia, engenharia, artes e matemática, por exemplo. 

Além disso, o robô e a sua “plataforma suporte” já vêm prontos para serem implementados em escolas sem a necessidade de um “professor programador”, já que a plataforma realiza toda a função de ensino.  

Agora que você já conhece os benefícios do ensino de linguagens de programação para crianças, fica aqui o convite para conhecer mais sobre o Robô Garden, plataforma que visa ensinar de forma 100% intuitiva e divertida, através de jogos e interações com um robô.

Educação do Futuro
Fala! Universidades2
Fala! Universidades2 Seguir

O FALA! é uma startup de comunicação que gera experiências entre universitários e marcas. Todas as iniciativas são divulgadas em nossas plataformas: revista impressa, site falauniversidades.com.br e também no portal de notícias R7.com

Ler conteúdo completo
Indicados para você