[ editar artigo]

Marketing digital: 5 dicas essenciais para instituições de ensino

Marketing digital: 5 dicas essenciais para instituições de ensino

Nos últimos anos, publicitários e profissionais do marketing começaram a dar maior atenção ao marketing digital –isto é, à divulgação de empresas, produtos e serviços em redes sociais e outras páginas presentes na Internet.

Mesmo assim, nem todas as marcas devem ser trabalhadas da mesma forma. Como um restaurante poderia ter a mesma propaganda de uma loja de eletrônicos, por exemplo? No caso das instituições de ensino, o marketing digital também deve ser realizado de maneira única. Por isso, leia aqui cinco dicas essenciais para a divulgação online destes locais!

Dica 1: onde divulgar?

Cada marca tem um público-alvo diferente e, com isso, cada uma deve divulgar seus produtos e serviços em plataformas distintas. Streaming de filmes, como a Netflix, costumam focar em um público mais jovem e, por conta disso, fazem sua divulgação em diferentes redes sociais. O TikTok é uma plataforma usada especialmente por jovens e, por consequência, deixa de ser a opção mais adequada para a promoção de uma marca dedicada a adultos.

No caso das instituições de ensino, redes sociais se mantêm como excelente plataforma de divulgação. No entanto, devem considerar se desejam atingir o público mais jovem ou adulto, pois os anúncios que serão feitos devem ser específicos. Nesse sentido, a propaganda de uma pós-graduação deve ser distinta de um anúncio para a educação básica (educação infantil, ensino fundamental e ensino médio).

Para adultos, considere redes sociais e portais mais tradicionais, como o Facebook, o Twitter e sites de grande fluxo. Para jovens, pense no Instagram e no TikTok além das plataformas já tradicionais.

Dica 2: o boca-a-boca digital

Para que uma empresa se torne consolidada na cidade ou na região em que se estabeleceu, ela deve prezar o boca-a-boca. Issofica ainda mais fácil com a proliferação das redes sociais, já que o marketing digital permite uma divulgação rápida e prestativa.

Antes da popularização da divulgação on-line, marcas eram obrigadas a recorrer ao marketing off-line –por meio de cartazes, panfletos e do próprio boca-a-boca. Com o tempo, a rádio e a televisão também se tornaram meios de divulgação. Todas essas plataformas continuam importantes para a consolidação de uma marca.

Contudo, o boca-a-boca pode ser feito, agora, digitalmente. Crie ações nas redes sociais que possam engajar seus seguidores. Concursos, competições e testes são formas eficientes para isso. Monte também posts e stories compartilháveis que chamem a atenção do seu público-alvo.

No WhatsApp, você pode criar grupos e listas de transmissão com seus seguidores fiéis. Crie um atendimento personalizado e que aproxime sua marca de cada cliente. Uma conta comercial é uma boa escolha para atingir essa fidelização.

No caso das instituições de ensino, você deverá prezar por uma reputação positiva entre professores, alunos e outras instituições. Monte ações em parceria com outras escolas e faculdades. Outra ideia é criar divulgações digitais específicas para estudantes e docentes.

Dica 3: conteúdo informativo e de qualidade

Uma dica para toda marca, incluindo as instituições de ensino, é a criação de um conteúdo que seja capaz de informar com qualidade. Recentemente no Brasil ganharam força os podcasts. Você também pode optar pelos tradicionais vídeos ou blogs.

Essas plataformas colaboram na consolidação da sua marca. Mais do que isso, para instituições de ensino, podcasts, vídeos ou posts informativos são especialmente relevantes, já que demonstram a qualidade do seu ensino.

Simultaneamente, eles auxiliam para que sua instituição tenha maior engajamento e maior presença nos mecanismos de busca.

Quando gostamos do conteúdo de um canal no YouTube, somos instigados a retornar. Isso acontece também com podcasts e posts em um blog. Um conteúdo de qualidade fideliza um leitor ou um seguidor e, assim, um possível cliente. Crie conteúdo que dialogue com os cursos que você oferece!

No caso de uma faculdade de medicina, crie um blog com dicas sobre saúde, por exemplo. Por sua vez, para uma escola de idiomas, faça podcasts que possam ensinar os ouvintes a desenvolver conversas básicas em outra língua.

Dica 4: compartilhamento

Crie um conteúdo que seus seguidores queiram compartilhar. Tente fazer com que o máximo de pessoas consiga vê-lo. Para isso, faça uso de redes sociais diversas: Facebook, Instagram, Twitter e WhatsApp são algumas possibilidades para criar engajamento.

Mais compartilhamentos significam mais pessoas vendo suas postagens. Nesse sentido, cuide de suas redes sociais, já que elas podem elevar seu conteúdo. Compartilhar é uma forma de divulgação gratuita que pode auxiliar –e muito –na divulgação de uma marca que ainda esteja em seu início. Com isso, sua empresa poderá se tornar mais conhecida e, consequentemente, mais pessoas poderão se transformar em futuros clientes ou alunos.

Dica 5: anúncio nas redes sociais

Defina um orçamento mensal dedicado ao marketing digital da sua instituição de ensino e utilize-o para a divulgação em redes sociais. O Gerenciador de Anúncios do Facebook permite que você determine o valor que será utilizado para chegar a um outro patamar de engajamento na rede social.

A aba “Promoções” no Instagram também auxilia para que você anuncie na plataforma por meio de uma conta comercial. Esses procedimentos são práticos e extremamente proveitosos para a divulgação da sua instituição.

Agora que você tomou conhecimento dessas cinco dicas demarketing digital para instituições de ensino, que tal testá-las na prática?

Educação do Futuro
InterEDTech Tecnologias Educacionais
InterEDTech Tecnologias Educacionais Seguir

Promovemos oportunidades de novos negócios educacionais para Instituições de Ensino Superior a partir da oferta de cursos remodelados para atender as principais tendências profissionais e acadêmicas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você