[ editar artigo]

Quando o "Não" é uma prova de amor

Quando o

Semana após semana escuto as experiências dos papais e mamães com suas crianças no BeaBrincar.  Sempre menciono que todos estão tentando acertar, fazem o que entendem que é o melhor, ou o melhor que podem fazer por seus pequenos. E algo que todos tem em comum, é uma experiência com o "não". 

E eu pergunto: "quem nunca?"

Quem nunca ouviu "odeio você" ou "você é a pior mãe do mundo" ou então "queria ter outra família" entre outras "pérolas" após um momento de impor limites?

Mas hoje eu venho confortá-los com uma verdade óbvia daquelas que constantemente precisamos ser lembrados... é para o bem deles!

O "não" é uma grande prova de amor pelos filhos, pois enquanto for possível (e até mesmo quando não é),  os pais vão querer protegê-los...e assim começa, lá com os bebezinhos o "não toque" para as tomadas ou o forno quente, limites necessários para evitar  a dor, e o mesmo acontece com outros "não" no momento de definir prioridades ou no compreender as consequências se seus atos.

Eu sou tia e as vezes me parte o coração ter que dizer não para certos pedidos da minha sobrinha mais velha ou da minha afilhadinha, mas o "não" as ensina que mesmo que o amor seja imenso, algumas vezes as coisas não serão do jeito que elas esperam... e elas podem aprender a lidar com isso, e eu estarei com elas nessa jornada!

O "não" é o limite saudável nas relações, algo que demorei muito para compreender, no entanto agora é tão importante que precisei escrever a respeito.

Os limites dão segurança para os pequenos, as vezes pode demorar para eles compreenderem, mas nós precisamos entender que ele é a diferença entre criar uma geração mimada e imediatista ou uma capaz de lidar com a frustração e resolver conflitos.

Replico aqui algo que escrevi há alguns meses:  "O amor as vezes se manifesta através de um não".

É uma lição para o dia a dia!

 

 

 

 

Educação do Futuro
Grace Tomal
Grace Tomal Seguir

Trabalho com crianças desde 2008 como professora, conselheira e pastora infantil além de escrever materiais e trabalhar com treinamentos e palestras para líderes e professores. Paixões: Crianças, Livros, Música, Dança, Café, Viagem, Artes, Puzzles

Ler conteúdo completo
Indicados para você