[ editar artigo]

Diferenças do processo seletivo das universidades brasileiras e estrangeiras

Diferenças do processo seletivo das universidades brasileiras e estrangeiras

 

imagem-

 

Para inicio de conversa, quando o assunto é cursar universidade fora do Brasil, precisamos esclarecer que o modelo de avaliação e seleção é totalmente diferente do brasileiro em qualquer lugar do mundo. No Brasil o aluno é avaliado por uma prova como o ENEM ou o Vestibular. O grande problema desse processo é que se no dia do ENEM, por exemplo, o aluno tiver qualquer problema e não conseguir fazer a prova, um ano de trabalho foi perdido! Terá que esperar outros 12 meses para tentar novamente no ano seguinte.

Nas universidades internacionais, principalmente nos Estados Unidos e Canadá, o processo é diferente e conhecido como processo holístico. Isso significa que avalia-se o aluno como um todo, de preferência os últimos 4 anos de vida escolar dele, ou seja o que ele fez durante o seu Ensino Médio. 

O mais importante é a história de vida do aluno.

No Brasil, mesmo que você tenha sido um bom aluno durante o seu Ensino Médio e tenha tirado excelente notas, isso não é levado em consideração no momento da seleção através do vestibular ou do ENEM. Porém no processo para universidades internacionais, isso é o que mais conta.

imagem-5e99ffc487ea2307cc58a4bf

Enquanto aqui no Brasil sua avaliação será apenas em relação a uma prova que você deverá fazer, seja ela um vestibular ou o próprio ENEM,  nos Estados Unidos, por exemplo, sua avaliação será composta por  vários itens que lhe darão sua classificação em relação aos demais candidatos interessados naquela universidade. Seu histórico escolar contendo suas notas do Ensino Médio vão representar cerca de 20% do total no processo de avaliação de sua candidatura.

Exames de conhecimento do tipo SAT ou ACT representam cerca de 15% na composição de sua nota.  Cada faculdade ou programa têm legislações e editais diferentes, então não dá para afirmar que será pedida essa ou aquela prova. Isso varia muito e você precisa ficar atento(a) aos sites da faculdade e curso que você irá aplicar. As vezes um curso específico pode pedir mais provas do que outro. Esses exames (SAT ou ACT) vão comprovar o seu conhecimento em Inglês, Matemática e Ciências (no caso do ACT). 

Com isso dito, se você não se dedicou desde o inicio ao Ensino Médio e não acumulou as melhores notas, você ainda tem a chance de estudar e ir bem nesses exames se você se preparar bem para fazê-lo, pois a nota alcançada poderá lhe ajudar muito nesse processo. Lembre-se que do que falamos até agora, somando o peso de seu histórico escolar e resultado do teste padronizado (SAT ou ACT) temos cerca de 35% do total de sua avaliação para chegar lá.

Seu nível de Inglês 

imagem-5e9a001b4286000765b707e6

Sua prova de proficiência em inglês, vale outros 15% e é um requisito para qualquer universidade em qualquer lugar do mundo para cidadãos não nativos de países de língua inglesa e que tenha aulas em inglês  como: Canadá, Estados Unidos, Irlanda, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia.

Em geral, as provas de proficiência como TOEFL, IELTS, Cambridge, ou outra que a Universidade indique, analisam as quatro habilidades em inglês: leitura, fala, escrita e compreensão auditiva. 

Portanto, até esse ponto chegamos nos 50% da avaliação. Retomando: 20% suas notas do Ensino Médio, 15% testes padronizados de conhecimento acadêmico e mais 15% de proficiência em língua inglesa.

Muito além de números! Quem é você? Sua história faz a diferença!

imagem-5e9a0089ab9bc20768874cda

Na minha opinião, sobre o que vamos discorrer agora, você deve preparar com muito cuidado se pretende alcançar vagas e bolsas concorridas. Essa segunda parte representa os outros 50% da sua avaliação e na maioria das vezes, representa pontos decisivos para sua conquista. Trata-se do diferencial que pode dar o destaque que vc precisa ao seu currículo como aluno, com brilho e força à sua aplicação. Lembre-se que precisamos encontrar um ponto de equilíbrio entre conhecimento versus história pessoal/conquistas/habilidades/qualidades.

Portanto suas atividades fora da escola, como esporte, arte, ações de voluntariado, empreendedorismo, podem fazer toda a diferença no momento de sua aplicação. A construção e apresentação do seu portfólio vai embasar todos os demais documentos que você deverá apresentar e que falarei na sequência. 

Sugerimos que os alunos construam um portfólio digital para registrar toda as sua vida acadêmica, história, reflexões, trabalhos acadêmicos e artísticos e até seus registros relacionados a área esportiva. Sendo digital, a forma de apresentar no momento da aplicação, será muito mais simples e eficiente.

O grande dilema sempre é como comprovar essa história pessoal, as conquistas do aluno, as habilidades e as qualidades? Nesse ponto o portfólio digital é muito eficiente como resultado de sua apresentação pessoal. Por estarmos falando de alguns dados muito mais qualitativos que quantitativos como uma nota de uma prova, precisamos cuidar muito bem dessa apresentação.  

imagem-5e9a00bd15a6a10809033354

Complementando seu portfólio, através das suas Essays, que nada mais são que as redações ou a redação (dependendo da universidade) que você vai precisar escrever. Também conhecidas como Personal Statements, Personal Letters ou Letters of Motivation, essas redações representam o momento que você terá para deixar bem claro quem você é, por que você é diferente e por quais razões você deve ser escolhido entre tantos outros candidatos. Aqui é a sua chance de "se vender" e por isso estes textos precisam ser muito bem escritos e eu diria até que de forma técnica.

Para evitar  que seja apenas você falando sobre você mesmo e para compor a história que você contou sobre você na sua Essays, entra em cena a Carta de Recomendação, em que geralmente dois ou três professores vão falar sobre você. Essa carta serve exatamente para ter um ponto de vista diferente. A idéia da carta de recomendação é que os avaliadores possam confirmar se o que você escreveu nos Essays combinam com o seu portfólio e se você realmente é a pessoa que se apresentou para eles.

imagem-5e9a012d15a6a1080903881a

Enfim, com todos estes elementos reunidos você consegue fazer a sua aplicação de candidatura. Deve entrar no sistema de candidatura indicado pela universidade, preencher seus dados e anexar seus documentos.

As análises serão realizadas pelos avaliadores e você receberá uma carta de aceite total ou condicional caso eles queiram alguma outra explicação ou caso esteja faltando algum documento importante para confirmação da intenção de tê-lo como estudante na universidade.

Em geral, entre você enviar sua candidatura e ter a resposta de uma universidade, se você foi aceito ou não, leva no mínimo, seis semanas dependendo do prazo de cada universidade.

Aceite condicional. O que é isso?

Pode acontecer de você receber como resposta da Universidade, uma carta de admissão condicional entre outras coisas se você não atingiu a nota mínima de proficiência no idioma exigido. Nesse caso o estudante deverá se comprometer, primeiramente, a estudar o inglês no país da universidade escolhida, antes de iniciar seus créditos acadêmicos ,para melhorar o nível de fluência.

imagem-5e9a023387ea2307cc5acb28

Esta é uma opção criada para que as universidades não percam a oportunidade de receber estudantes estrangeiros academicamente qualificados e talentosos – que foram capazes de atender a todos os outros requisitos do processo seletivo, mas que, se as regras tradicionais fossem seguidas, seriam reprovados por causa da proficiência insuficiente no idioma. A admissão condicional proporciona uma chance adicional aos candidatos internacionais de aprofundar a preparação acadêmica e ser bem-sucedido nos estudos no exterior.

Enfim, como disse, o processo é muito mais holístico e analisa o aluno como um todo. Se você pretende lançar sua candidatura para universidades no exterior, fique atento as exigências e prepare-se com muita antecedência. Isso pode fazer toda a diferencia!

Caso precise de ajuda para complementar todo esse processo, lembre-se de que a equipe de conselheiros acadêmicos da Efigie é muito experiente e poderá lhe ajudar nisso dentro do Programa de Aconselhamento. (www.efigie.com.br)

Educação Internacional

Educação do Futuro
Dra Lara Crivelaro
Dra Lara Crivelaro Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você