[ editar artigo]

Empresa ser vivo, qual a sua identidade?

Empresa ser vivo, qual a sua identidade?

Os que estão por aqui há mais tempo devem se lembrar que um dia existiu a Mesbla. Creio que chegou a ser a maior varejista do Brasil e ocupava grandes lojas, com vários departamentos. Ela investia na educação de seus executivos e colaboradores e a sua gestão era tida como de vanguarda. A Mesbla criou, desenvolveu e ajudou a quebrar muitos fornecedores, com o seu jeito de negociar e com a força que tinha. Alguns amavam a Mesbla. Outros odiavam a Mesbla. Um dia a Mesbla desapareceu. Mas o que deixou de existir? Os prédios que ocupavam ainda estavam lá, as suas instalações também, os produtos em estoque chegaram ao mercado, de alguma forma. Os profissionais foram para vários segmentos. Alguns ainda atuam no mercado. Todos e tudo continuaram a existir, menos a Mesbla. O que era afinal a Mesbla?

Não, não era apenas uma marca, era uma identidade. Como vimos em outro artigo, ela tinha uma história, mas tinha mais do que isso. Como qualquer empresa que existiu ou que existe, ela possuía uma identidade, que a tornava única, assim como você é diferente de mim e de oito bilhões de pessoas no mundo. Todos somos iguais, e todos somos diferentes. Todos nós e todas as empresas possuem a sua própria identidade, a sua essência, o que as tornam únicas.

Missão é a razão de sua existência, atribuída no primeiro momento por quem a criou ou, na sua ausência, pelos seus atuais proprietários que, dependendo do porte e modelo de governança, podem estar representados por um conselho de administração, presidência ou por qualquer título de liderança executiva. Aos donos cabe definir a Missão.

 Estas pessoas possuem valores que nunca são tão óbvios de se identificar como parecem. Nas declarações, eles chegam a ser óbvios, mas na hierarquia de prioridades e no exercício de escolhas, variam de pessoa a pessoa. Descobrir os nossos próprios exige uma reflexão profunda. No caso de um grupo de sócios, eles precisariam ser refletidos, pesados e hierarquizados de maneira clara, a fim de serem comunicados para todos os líderes e colaboradores, como algo inegociável. Missão e Valores são como as impressões digitais de uma empresa ser vivo.

Constitui ainda a sua identidade, o Propósito, a causa que a empresa desenvolve internamente. Quanto mais próximo da Missão o Propósito estiver, mais força terá. Porém, ele tem um caráter mais temporário, podendo variar, de acordo com o momento em que a empresa esteja passando. Penso que o Propósito ocupa um degrau logo abaixo do nível da Missão e Valores, podendo ter o poder de se irradiar por toda a empresa e muito além dela. Quando é capaz de chegar aos clientes e ao seu entorno, o propósito transforma clientes em seguidores. Apple, Harley Davidson, alguns clubes de futebol e muito poucas outras empresas conseguem isso.

Ainda no campo da identidade, existe o seu tipo de governança. Não me refiro aqui a uma governança necessariamente avançada ou complexa, com diferentes tipos de conselhos, organização e definição de papéis. Qualquer empresa, mesmo a menor delas, possui um tipo de governança, a maneira como ela é gerida. Pode ser por uma única pessoa ou por um grupo delas. Naquele momento, esta maneira de ser gerida ajudará a compor a sua identidade.

Uma empresa é um ser vivo que possui uma história, vive um momento e tem um futuro incerto. Mais do que isso, ela possui uma essência que a torna única. Missão e Valores, Propósito e Governança. Empresa ser vivo, qual a sua identidade?

 

  Julio Sampaio (PCC, ICF)

Idealizador do MCI – Mentoring Coaching Institute

Diretor da Resultado Consultoria, Mentoring e Coaching

Autor do Livro: Felicidade, Pessoas e Empresas (Editora Ponto Vital), dentre outros

Texto publicado no Portal Amazônia e no https://mcinstitute.com.br/blog/

 

Felicidade

Educação do Futuro
Ler conteúdo completo
Indicados para você