[ editar artigo]

Volta às aulas!

Volta às aulas!

 

Cristiane Moreno Lobanco Villa*

 

Quanto esperamos por esse momento! Em meio à pandemia do coronavírus, o ano de 2020 também foi desafiador para a educação. De um dia para o outro, vimos as escolas e demais instituições de ensino fecharem – junto de outros segmentos da economia. Apesar do susto, compreendemos o momento. Com tantas incertezas e o pouco conhecimento da doença, tínhamos de preservar o que temos de mais importante: os nossos filhos.  

Quanta mudança na rotina! Famílias ficaram juntas o tempo todo, chegou o home office para os pais e as aulas online para os filhos. Com isso, foi grande o desafio: pais tiveram de conciliar o trabalho, a casa, a família, os cuidados, e passaram a viver intensamente a vida escolar dos filhos. A escola, então, se reinventou: os professores ‘entraram’ em nossas casas, e os pais e alunos também ‘entraram’ na casa dos professores. Dessa forma online, mantivemos as aulas e o aprendizado passou a ser virtual. Através das telas, recriamos uma proximidade diferente e fortalecemos a parceria da família com a escola, que é tão importante para o sucesso da aprendizagem. Isso trouxe reconhecimento e valorização do professor. Enquanto os profissionais da saúde salvaram vidas, os professores salvaram o nosso futuro.

As escolas fechadas, o isolamento social e o tempo que os alunos passaram distante do ambiente escolar impactou negativamente na saúde física e mental das crianças e adolescentes. Inúmeros estudos apontam impactos negativos em toda uma geração, com aumento significativo de depressão, ansiedade, angústia, tristeza etc.

Depois de um tempo convivendo com a doença e com números e dados mais sólidos, a medicina avançou. Muita pesquisa e artigos científicos mostraram que as crianças são as que menos se infectam e transmitem a doença aos adultos. Com isso, descobrimos que o ambiente escolar não contribui na disseminação da doença, se tudo estiver ocorrendo dentro das exigências sanitárias.

E agora, finalmente, nos vemos frente a frente com a expectativa de retorno às aulas. Quanta insegurança, quanta dúvida, quanta mudança, quanta expectativa para este momento! O que dizer? Eu te convido a refletir sobre o papel da escola e a importância da volta às aulas. Sabemos que a escola não é a mesma, a recepção não é a mesma, a rotina não é a mesma. Mas, tudo está adequado às normas de segurança para prevenção da doença. Chegando ao ambiente escolar, já encontramos grandes mudanças: tapete de sanitização, aferição de temperatura, álcool em gel, regras de distanciamento e, claro, as máscaras que trazem, atrás de si, enormes sorrisos de reencontros e a esperança de um ano letivo muito melhor!  

A pandemia nos trouxe uma nova escola, novas oportunidades, novas maneiras de ensinar e de aprender. A tecnologia passou a ser fundamental no ambiente escolar.

Com todos os protocolos, sabemos que a escola é segura. E procuramos proporcionar muito mais do que aprendizagem; proporcionamos um ambiente de socialização e vivências, que são fundamentais para o desenvolvimento dos alunos – de todos nós, na verdade.

Sonhamos com este dia, com o retorno de todos! Lugar de criança é na escola! A volta é opcional, mas, se sentir segurança, envie seus filhos, dê a eles a oportunidade de viverem novamente o tão importante ambiente escolar.

 

*Cristiane Moreno Lobanco Villa é mantenedora da Escola CRIS, é Diretora do Empreender e Coordenadora do Núcleo de Escolas Particulares da Associação Comercial e Empresarial de São José do Rio Preto (Acirp).

 

 

 

Gestão da Educação Básica

Educação do Futuro
cris@escolacris.com.br
cris@escolacris.com.br Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você